terça-feira, 11 de março de 2008

QUALIDADE DE CRISTO COMO MISSIONÁRIO

TÍTULO: CRISTO NOSSO MODELO DE MISSIONÀRIO
TEMA: QUALIDADES DE CRISTO COMO MISSIONÁRIO
T. CHAVE: MATEUS 9.35-38
P. CHAVE: “QUALIDADE”
PROPÓSITOS:
1. Mostrar Cristo o nosso modelo número um como missionário;
2. Alistar as qualidades de Cristo como missionário;
3. Conscientizar os ouvintes da necessidade de desenvolvermos essas qualidades de Cristo no
nosso ministério.

INTRODUÇÃO: Em tudo na vida procuramos alguém para copiar, cada um de nós temos na nossa mente um padrão a seguir, seja qual for a área das nossas vidas. Na obra do Senhor não é diferente, Deus tem nos dado um exemplo a seguir e um padrão de qualidade que devemos imitar. O exemplo é Cristo(Exemplo de humildade/Fp 2.5-10; Perdão/Cl e o padrão é perfeição, e não poderia ser diferente. O missionário que deseja ser bem sucedido no seu ministério, precisar imitar, copiar a vida do maior de todos os missionários, JESUS CRISTO.

PROPOSIÇÃO: TODO MISSIONARIO DEVE SEGUIR O EXEMPLO DE CRISTO

SENTENÇA DE TRANSIÇÃO: Como é grande e ampla a vida de Cristo como também os seus exemplos, queremos limitar a nossa mensagem somente a algumas qualidades desenvolvidas por Cristo na obra missionária, as quais fizeram com que Ele pudesse ser o nosso exemplo.

SENTENÇA INTERROGATIVA: QUAIS SÃO ESSAS QUALIDADES?

SENTENÇA DE TRANSIÇÃO: Vamos observar alguns textos bíblicos a onde podemos encontrar algumas das qualidades desenvolvidas por Cristo na seu ministério.

LEITURA BÍBLICA: MATEUS 9.35-38

SENTENÇA DE TRANSIÇÃO: A primeira qualidade que precisamos copiar de Cristo é:

I – PRIMEIRA QUALIDADE: TER COMPAIXÃO PELOS PERDIDOS. “...teve grande compaixão delas, porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não tem pastor.”
1. O que significa ter compaixão?
1.1. Se colocar no lugar da outra pessoa
1.2. Sofrer a dor da outra pessoa
1.3. Sofrer com a outra pessoa.
1.4. Pesar que nos desperta a desgraça, a dor, de outrem.
2. Jesus sentia muita compaixão das multidões:
2.1. Se colocava no lugar delas
2.2. Sofria a dor delas
2.3. Sofria com elas
2.4. Se interessava pela vida das pessoas, por seus sofrimentos, dores, desgraça e etc.
3. Quem se compadece não fica parado, a compaixão é demonstrada com atitudes, veja o
exemplo de Cristo(v. 35)
3.1. Percorria cidades e aldeias indo atrás das pessoas necessitadas
3.2. Pregava-lhes o Evangelho, o único remédio para curar as feridas
3.3. Procurava resolver os problemas sociais das pessoas
3.4. Entregou sua vida por todos os que haveriam de crer em Seu nome(Jo 3.16)

4. Veja o exemplo de Paulo(1 Cor 11.1) Por muito tempo fiquei sem saber como Paulo imitiu a Cristo, hoje descobri.
4.1. Paulo tinha compaixão por seus irmãos judeus
4.2. Paulo sentia dor por eles(Rm 9.1,2)
4.3. Paulo estava disposto a trocar sua salvação, pela salvação de seus irmãos(Rm 9.3)
4.4. Não é por nada que ele diz que imitou a Cristo
5.1. O missionário precisa desenvolver a compaixão pelas pessoas perdidas, pois sem a
mesma não poderá ser bem sucedido, precisa imitar e obedecer a Cristo(Jd 22-23)

ILUSTRAÇÃO: C. SPURGEON

SENTENÇA DE TRANSIÇÃO: Essa é a primeira qualidade de Cristo que devemos copiar, qual será a segunda:

II - SEGUNDA QUALIDADE: TER VISÃO DA OBRA MISSIONÁRIA COMO UM TODO “Vendo as multidões....”
1. Jesus visualizava a obra como todo:
1.1. Se ofereceu por todo o planeta terra(Jo 3.16; 11. 51-52)
1.2. Orou por todos os que haveriam de Crer nele(Jô 17.19-20)
1.3. Os discípulos não conseguiam ter a mesma visão de Cristo(Jo 4.35-36)
2. O missionário precisa ter a visão de Cristo:
2.1. Para ver os outros campos missionários além de Jerusalém(judéia-samaria-confins da
terra)
2.2. Para ver as portas abertas para pregação do Evangelho(1 Cor 16.8-9; 2 Cor 2.12; Cl 4.3)
2.3. Para ver a direção de Deus para o trabalho(At 16. 9; 18.9-11)

3. APLICAÇÂO:
3.1. Como anda nossa visão?
3.2. Será que conseguimos ver as portas abertas para a pregação do Evangelho?
3.3. Temos visão para vermos e reconhecermos os candidatos a obra missionária?
3.4. A nossa visão se limita apenas a nossas necessidades locais como igreja?
3.5. O crescimento de cada igreja local dependerá da visão que tenha acerca da obra
missionária.

ILUSTRAÇÃO: Dona Elva quando eu tinha 10 anos de idade disse-me a seguinte frase: “Você será um grande missionário, será usado por Deus para fundar muitas igrejas”

SENTENÇA DE TRANSIÇÃO: TER COMPAIXAO PELOS PERDIDOS e TER A VISÃO DA OBRA COMO UM TODO, foram as duas qualidades desenvolvidas por Cristo na sua obra missionária, as quais devemos imitá-las, qual será a terceira?

III – TERCEIRA QUALIDADE: TENHA UMA EXATA COMPREENSÃO DAS DIFICULDADES. “Então, disse aos seus discípulos: A seara é realmente grande, mas poucos os cefeiros.”
1. Jesus tinha uma compreensão exata das dificuldades da obra missionária, duas são apresentadas nessa passagem:
1.1. A complexidade da extensão da Seara: “A seara é realmente grande.....”
a). “O campo é o mundo...”(Mt 13.38)
b). E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura(Lc 16.15)
c). “...Fazer discípulos de todas as nações...”(Mt 28.19)
d). ...Em Jerusalém, judéia, samaria e aos confins da terra.”(At 1.8)
f). “E percorria Jesus todas as cidades e aldeias....”(Mt 9.35a)
1.2. A falta de obreiros: “...mas poucos são os obreiros.”
a). Ainda há milhões de ovelhas sem pastor. No nosso estado temos duas
congregações sem pastor.(1ª igreja em PVH e Rolim de Moura)
b). A Turquia, a maior nação não alcançada do mundo, com 99% muçulmanos
c). m muitos países da África há um pastor para cada 15 igrejas.
1.3. A necessidade dos perdidos:
a). São ovelhas sem pastor
b). Cansadas e aflitas
c). Sem rumo
1.4. A exortação de Cristo:
a). Peçam ao Senhor da Seara, ao Dono da raça pronta para colheita....
b). Que mande trabalhadores para Sua seara...
c). “mande” tem a idéia no original de urgência, ´precisamos de obreiros pra
ontem.
2. Outras dificuldades apresentadas por Cristo:
3.1. Depender unicamente do Senhor(Mt 10.10)
3.2. A falta de recepção(Mt 10.14)
3.3. Os perigos(Mt 10.16)
3.4. Traições(Mt 10.17)
3.5. Ódio(Mt 10.22)
3.6. Perseguição(Mt 10.23)

3. APLICAÇÃO:
3.1. Muitos entram na obra missionária com a idéia errada, pensam que Deus vai
colocar um tapete vermelho, enviar anjos para jogar rosas vermelhas, isso é uma
idéia errada.
3.2. Muitos dos colegas sabem do que estou falando, muitos enfrentam sérios problemas e
vão continuar enfrentando
3.3. Faça como o apóstolo Paulo, ia para o campo, certo das dificuldades e preparado
para enfrenta-las.(At 21.10-13 confira 20.24)

SENTENÇA DE TRANSIÇÃO: Três qualidades de Cristo foram apresentadas, das quais devemos copiar, foram elas: 1. TER COMPAIXÃO DOS PERDIDOS; 2. TER VISÃO DA OBRA MISSIONARIA COMO UM TODO; 3. TER UMA EXATA COMPREENSÃO DAS DIFICULDADES. Qual será a quarta e última qualidade?

IV - QUARTA QUALIDADE: PRIORIZAR O PRÓPOSITO DE DEUS NO SEU MINISTÈRIO “Disse-lhes Jesus: A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra.”(Jo 4.34)
1. Jesus dava o real valor a missão ao qual o Pai lhe havia confiado, ela ocupava a primazia em
Sua vida
1.1. Ele procurava realizar a vontade do Pai e não a Sua(Jo 5.30)
1.2. Ele colocava a vontade de Deus como objetivo de vida(Mt 3.13-15)
1.3. A comida de Cristo era fazer a vontade de Deus(Jo 4.34) mas importante que suas
necessidades físicas.
1.4. Ele se consumia para realizar a vontade de seu Pai.(cumprir, acabar, trazer à
consumação, completar aquela obra que foi começada pelo Pai)
Paulo é um exemplo vivo, ele se dedicou para cumprir o propósito de Deus em sua
vida
2.1. Seu desejo era cumprir o propósito de Deus(At 20.24)
2.2. Não se importava com os perigos, embora estivesse cumprindo a vontade de Deus
(At 21.13-14)
2.3. Ele não vivia mais para si e sim para Cristo(Gl 2.20)
2.4. No fim de sua jornada pode dizer(combati o bom combati, completei a carreira e
guardei a fé)

3. APLICAÇÃO:
3.1. Você tem priorizado a missão que Deus tem lhe entregue?
3.2. Tem se desviado da missão se envolvendo com outras coisas?
3.3. Quais as prioridades tem ocupado sua vida? As suas ou as de Deus?
3.4. Não priorizar a missão de Deus é pecado e pode lhe custar muito caro.

CONCLUSÃO: Cristo é o nosso exemplo de missionário, como tal desenvolveu algumas atividades no seu ministério as quais devemos copiar: 1. TER COMPAIXÃO PELOS PERDIDOS; 2. TER UMA VISÃO DA OBRA COMO UM TODO; 3. TER UMA EXATA COMPREENSÃO DAS DIFICULDADES e 4. PRIORIZAR O PROPOSITO DE DEUS NO SEU MINISTÉRIO. Que Deus nos ajude a desenvolvermos nos nossos ministérios essas qualidades. AMÉM.

Nenhum comentário: